Protocolado mandado de segurança…

1A Federação Brasileira das Empresas Lotéricas,FEBRALOT, informa os presidentes dos Sindicatos Estaduais e aos empresários lotéricos que, o escritório Gandra Martins protocolou nesta terça-feira, 19, um mandado de segurança com o objetivo de garantir o cumprimento da Lei nº 12.869/13,a Lei dos Lotéricos, que regula o exercício das atividades e a remuneração do permissionário lotérico.

Estas são as informações iniciais a respeito. Ocorrendo novos fatos, manteremos todos informados

Diretoria FEBRALOT

Fonte:www.sinlopar.com.br

Leia mais

SINAL consegue exclusão de sorteio

1Segue decisão da Juíza Federal da 2ª Vara de Campo Grande, prolatada nos autos da Ação Ordinária n.º 009146-63.2015.403.6000, antecipando os efeitos da tutela para  excluir as 71 lotéricas não licitadas do sorteio do dia 20.08.15 e dos demais procedimentos de cumprimento do Acórdão do TCU.

A União e a Caixa serão intimadas da decisão ainda hoje.

Cito texto:

DEFIRO o pedido de antecipação dos efeitos da tutela para o fim de determinar as requeridas que se abstenham de incluir as 71 unidades lotericas filiadas do autor – afetadas pela decisão do TCU no sorteio marcado para 20/08/15 e nos demais atos que pretendem realizar

Baixe o deferimento clicando aqui.

Ricardo Amado Costa
Presidente do SINAL (Sindicato Lotérico do Mato Grosso do Sul)

Fonte: www.dourasoft.com.br

 

 

Leia mais

SINCOEMG – Paulo César da Silva, participou de reunião nesta Segunda-Feira com a Comissão do TCU.

jpegO presidente do SINCOEMG – Paulo César da Silva, participou nesta Segunda-Feira, 17/08/2015, de uma reunião em São Paulo com a Comissão do TCU. Segue abaixo algumas notícias:

1. Dr. IVES GANDRA, irá entrar com recurso para suspender o sorteio do dia 20 de agosto.
2. O escritório de advogados AUGUSTO MARTINS de Brasília, entrou com medida Cautelar no TCU para suspender as licitações. A decisão pode sair a qualquer momento.
3. AUDIENCIA PÚBLICA EM BRASÍLIA DIA 03 DE SETEMBRO, depois da audiência vamos a matriz da Caixa Econômica Federal para mostrarmos nossa UNIÃO E FORÇA.
4. Ficou decidido que cada sindicato ficará responsável de arrecadar R$520,00 (quinhentos e vinte reais) por lotérico não licitado do seu Estado. O valor será destinado para pagar os advogados contratados para defender os 6.104 empresários lotéricos e também custear as camisas que serão usadas no dia da audiência pública em Brasília. A camisa será padrão. O estado do Rio Grande do Sul ficou responsável pela confecção. Salientamos que as camisas de outros movimentos NÃO serão usadas neste dia.
OBS.: Em breve o SINCOEMG estará enviando como será feito a cobrança e também os orçamentos dos ônibus e avião.
Amanhã o presidente do SINCOEMG estará em Brasília em reunião com advogados e políticos. Enviaremos notícias assim que possível.

VAMOS INVADIR BRASÍLIA E PARTICIPAR DA AUDIÊNCIA PÚBLICA. DEPOIS CAMINHAREMOS ATÉ A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL E MOSTRAREMOS PARA SEUS DIRIGENTES QUE OS LOTÉRICOS TEM HONRA, UNIÃO E GARRA. TEMOS QUE MOSTRAR PARA TODOS QUE QUEREMOS APENAS TRABALHAR COM DIGNIDADE. TODOS RUMO A BRASÍLIA NO DIA 03 DE SETEMBRO.

Abraços,

Paulo Cesar da Silva
Presidente do SINCOEMG
Vamos torcer pra essa suspensão sair a tempo!!

Fonte: www.dourasoft.com.br

Leia mais

Casas lotéricas criadas antes de 1999 serão licitadas – lotéricos estão temerosos!

3O assunto licitações de lotéricas – tão discutido – finalmente teve uma resolução, mas não foi bem recebida pelos lotéricos. O problema da licitação das casas lotéricas criadas antes de 1999, é que a maioria desses lotéricos não sabiam que isso era necessário nesta época, visto que na época a licitação não foi exigida e isso pode custar o fechamento de muitos estabelecimentos.

Um dos locais mais atingidos pela licitação das lotéricas é Minas Gerais. Das 1.468 casas lotéricas, 822 não foram abertas a partir de uma licitação.

O Sindicato dos Lotéricos de Minas Gerais, não aceitaram muito bem essa decisão. Visto que a maior parte dos lotéricos dessa região poderão ter que fechar suas portas.

Lotéricos insatisfeitos em Minas Gerais

No dia 13 deste mês (quinta-feira) foi discutido o assunto das licitações das lotéricas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O advogado Sincoemg – Marcos Vinícius de Sá – deixou claro que essa situação pode ser uma grande injustiça.

Segundo Marcos Vinícius de Sá, em 2013 o Tribunal de Contas solicitou essas licitações para a CEF, que por sua vez, estabeleceu que os contratos desses lotéricos seriam firmados pelo prazo de 20 anos e depois seriam renovados automaticamente – exceto se o próprio lotérico descumprisse alguma clausula contratual ou se houvesse rescisão do contrato.

Para o advogado a Caixa não está seguindo a legislação que permite o prazo de 20 anos a partir de 2013.  Paulo César da Silva – presidente do Sincoemg, também expos sua contrariedade a exigência das licitações quando disse que a Caixa Econômica Federal age sem dialogar com os lotéricos, que possuem direitos sobre o estabelecimento tanto quanto outros lotéricos, pois pagaram para abrir essas unidades.

A alegria que durou pouco

Apesar de terem comemorado uma vitória recentemente sobre o reajuste do preço dos bilhetes de apostas em maio deste ano, os lotéricos precisam lidar com uma lei que pode mudar as suas vidas.

Todas as loterias que não passaram por processo de licitação vão ser abertas para novas licitações. O problema é que o valor das licitações varia de acordo com as ofertas e isso poderá fazer com que os lotéricos não licitados acabem perdendo o seu negócio.

Postura dos lotéricos não licitado

Nesse período de intensa tensão, os lotéricos não licitados devem tentar maximizar os seus ganhos. Se a sua lotérica rendia o suficiente para suprir suas necessidades básicas, agora é preciso fazer com que ela renda ainda mais. Já que você pode precisar deste dinheiro para tentar concorrer ao sorteio.

Para isso, vale investir em publicidade on e off. Ou seja, o lotérico que deseja maximizar suas vendas deve colocar seu estabelecimento no mundo online, criando um site informativo. Divulgar bolões e incentivar o cliente a utilizar os serviços da casa lotérica pode ser uma saída.

Muitas pessoas ainda não sabem quais os serviços oferecidos por uma lotérica e é importante trabalhar nisso.

Os lotéricos de Minas Gerais, que serão muito prejudicados com as licitações das casas lotéricas, devem arregaçar as mangas e apostar na lucratividade atual do estabelecimento.

Isso porque conseguirá a licitação da lotérica quem der o maior lance, o que irá render de 300 mil a 400 mil por lotérica para Caixa.

 

Leia mais

FEBRALOT cotrata renomado escritório de advocacia

4-300x56A Federação Brasileira das Empresas Lotéricas,FEBRALOT , contratou um renomado escritório de advocacia para defender a Rede Lotérica, na finalidade de impedir a licitação da Caixa Econômica Federal. O primeiro objetivo é impedir a realização dos sorteios das unidades lotéricas, no dia 20 de agosto, conforme publicado pela Caixa na edição do dia 05, no Diário Oficial da União.

Em reunião da comissão dos presidentes sindicais, realizada nesta segunda, 17, em São Paulo, ficou definido que cada base será responsável por arrecadar com os empresários lotéricos, os valores necessários para o pagamento dos honorários advocatícios.

Desta maneira, cada Sindicato adotará a melhor maneira disponível para realizar a arrecadação, da mesma forma como poderá realizar a identificação daqueles empresários que realizaram os pagamentos. Tendo em vista que, há a possibilidade de, no êxito, o benefício ser aplicado apenas aos que efetivamente contribuíram.

Por este motivo, a FEBRALOT orienta aos empresários que repassem a situação ao maior número de lotéricos possível, para garantir que todos os envolvidos sejam contemplados com o resultado, da renovação dos contratos através da Lei 12.869/13. Este, o objetivo final da defesa da categoria.

reunião - FEBRALOTAlém da defesa judicial, a Federação está adotando uma defesa administrativa no Tribunal de Contas da União, e o apoio legislativo no Congresso Nacional, com a realização da Audiência Pública no dia 03 de setembro, completando três frentes de defesa da Rede para barrar a licitação da Caixa.

RUMO À BRASÍLIA – Os Sindicatos estão realizando os orçamentos de traslados para o Congresso. De todo modo, aquele que tiver condições realizar reservas/compras de passagens por contra própria, pode fazê-lo.
Diretoria FEBRALOT

São Paulo, 17 de agosto, de 2015

logomarca febralot
FEBRALOT – FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS EMPRESAS LOTÉRICAS
SCS Qd. 06 Bloco A, Ed. Arnaldo Villares – 6º andar – sala 601 CEP: 70.324-900 – Brasília – DF
e-mail: febralot@terra.com.br Telefax: (61) 3321-6653

Fonte: www.dourasoft.com.br

Leia mais

Padronização das casas lotéricas

2A Caixa Econômica Federal disponibiliza várias informações sobre como deve ser a padronização das casas lotéricas. O ambiente deve ser sempre bem iluminado e a segurança deve ser prezada.

A blindagem das casas lotéricas é um dos quesitos importantes na padronização, visto que pode evitar que a lucratividade do lotérico seja perdida.

Mas, além da infra-estrutura do local, é importante também pensar em outros quesitos importantes sobre a padronização das casas lotéricas.

Um deles é a imagem da empresa. A identidade visual do estabelecimento deve ser prezada. Vários lotéricos não levam isso em conta na hora de planejar o seu estabelecimento e acabam perdendo clientes para a concorrência.

Apesar da marca da lotérica não ser um tipo de ativo físico, pode ser contado com parte da empresa. Pois, irá acrescentar muito, principalmente na construção da opinião dos clientes sobre a sua empresa.

 

Algumas questões importantes sobre a padronização das casas lotéricas

Um dos itens que os lotéricos precisam se atentar é a padronização da vestimenta dos funcionários.

É importante que o funcionário da casa lotérica – independente do nível em que atua – seja identificado. Isso evita que pessoas externas se identifiquem como sendo parte da equipe.

O número de roubos e golpes aplicado nas casas lotéricas é enorme. Para a segurança do estabelecimento é preciso que os funcionários sejam facilmente identificados.

Além de evitar roubos do próprio estabelecimento, o uniforme e o crachá facilitam o processo de passar informações para os clientes. Muitas vezes, pessoas mal intencionadas se passam por funcionários da lotérica para enganar clientes que precisam utilizar serviços da casa lotérica.

O crachá também é um forte componente no processo de estabelecer um relacionamento com cliente. Pois, ele acaba gravando o nome do atendente e fica com sensação de possuir um atendimento personalizado.

  • Exigências da Caixa Econômica Federal

O uniforme deve ser confeccionado com cores neutras, como preto, branco azul marinho e cinza.

Todos os empregados contratados deverão estar com o uniforme em bom estado no atendimento dos caixas.

O crachá deve ser moldado segundo os modelos da Caixa Econômica  Federal.

 

Importância da imagem da lotérica

Pode parecer trivial, mas a imagem da lotérica é o cartão de visitas que os funcionários e o lotérico passam para os clientes.

Vários produtos acabam passando mais credibilidade quando associados à uma casa lotérica que já possui uma boa imagem perante os clientes. O cartão de visita do estabelecimento é muito importante, principalmente na venda do bolão.

A lotérica que não tem uma identidade visual estabelecida passa imagem de abandono para o cliente. Além disso, ele não terá o nome do seu estabelecimento como primeira opção quando pensar nos produtos e serviços disponibilizados por uma lotérica.

A boa identidade visual também estipula as relações comerciais. Lotéricas mais conhecidas movimentam mais dinheiro e conseqüentemente possuem maior credibilidade com os fornecedores.

Clientes sempre formam uma imagem sobre a empresa, negativa ou positiva. Para que essa imagem fomente as vendas da sua lotérica, é preciso estipular uma identidade visual positiva. Que passe confiabilidade.

As operadoras de caixa precisam estar uniformizadas e com acessórios que mostram a identidade visual da lotérica, isso porque o cliente que foi bem atendido sempre irá voltar para o estabelecimento que lhe proporcionou atendimento de qualidade.

Atualmente, os clientes não querem apenas usar os serviços da lotérica ou simples comprar bilhetes e loterias. O desejo de ser bem atendido move cada vez mais o comercio e você precisa usar isso a seu favor.

Já existem diversas lotéricas que usam páginas online para divulgar os seus serviços. E isso também é favorável para a construção da imagem visual da lotérica.

Aposte na padronização das casas lotéricas e mostre que o seu estabelecimento não é somente mais uma casa lotérica da sua cidade. Mas, que é um ambiente comercial organizado, que se preocupa com o bem-estar dos clientes.

Acesse o Expresso Parceiros e tenha acesso as padronizações da Caixa, tanto para Uniformes, como para infraestrutura física.

Fonte: www.dourasoft.com.br

 

Leia mais

INFORMATIVO . FEBRALOT tratou de serviços de correspondentes e a licitação da Rede…

Em Assembleia, FEBRALOT tratou de serviços de correspondentes e a licitação da Rede

4 

Os presidentes dos Sindicatos Estaduais participaram de uma assembleia da FEBRALOT para tratar do serviço de correspondentes bancários prestados pelas Lotéricas. A assembleia aconteceu nesta quarta-feira, 05, em Brasília e contou com a presença dos presidentes dos Sindicatos dos estados de SP, RS, PR, SC, RJ, ES, BA, SE, AL, PE, PB, CE, PA, TO, MS, MT, MG, incluindo Triângulo Mineiro e DF.

Conforme convocação publicada na edição do dia 31 de julho, do Diário Oficial da União, a Federação FEBRALOT havia convocado os presidentes para ajustar as estratégias pela continuidade dos serviços de correspondente bancário e, as medidas para a solicitação do reajuste do serviço.

Para dar sequência a este tema, a exemplo de outras ocasiões, a Febralot criou uma comissão de trabalho para estudar o assunto. E determinar ações que, oportunamente, serão repassadas para a Rede Lotérica, através dos sindicatos.

 

Licitação das Lotéricas – A oportunidade de contar com a participação de dezoito presidentes sindicais na Assembleia da FEBRALOT, permitiu a definição da defesa da Rede Lotérica, pela ocasião do anúncio do cronograma de licitação das Casas Lotéricas a ser realizado pela Caixa Econômica Federal.

A Dra. Celi Soares, advogada da FEBRALOT, esclareceu as dúvidas dos presidentes sindicais, e apresentou as estratégias que serão adotadas pela Federação na defesa da Rede. O que pode ser adiantado é que:

 Serão adotadas as medidas jurídicas para bloquear a licitação da Caixa

A FEBRALOT está planejando com os Sindicatos Estaduais a participação da categoria na audiência pública a ser realizada no Congresso Nacional, com data a confirmar. O planejamento e o custo para deslocamento serão informados a tempo para que os Lotéricos possam se organizar e participar.

Todas as informações, orientações sobre o assunto da licitação serão repassados pela FEDERAÇÃO, para os Sindicatos Estaduais, através do site da Federação, ou por e-mail. É muito importante que os empresários considerem como fonte de informações, apenas os meios de comunicação próprios de cada entidade.

06 de Agosto de 2015

Info FEBRALOT, Brasília/DF

Fonte: www.sinlopar.com.br

Leia mais

Caixa abrirá licitações durante os próximos 3 anos para 6 mil lotéricas

5Depois de muito tempo em discussão, o assunto das licitações das casas lotéricas parece que infelizmente foi resolvido.

A Caixa Econômica Federal irá começar a realizar a licitação para 6 mil casas lotéricas. 46% das lotéricas já existentes passarão por esse processo.

A CEF decidiu adotar essa medida, para regularizar o sistema de concessão das casas lotéricas. Já que muitas delas não passaram por licitação.

Para que você entenda melhor, é preciso dizer como funciona a abertura de uma nova casa lotérica. Quem deseja se tornar um lotérico, não deve simplesmente comprar o nome da empresa (como acontece com as franquias). É preciso passar por um processo de licitação. Onde o lotérico recebe uma permissão para abrir o novo negócio.

O problema é que em 1999 a permissão para a abertura das casas lotéricas era feita de outra forma, por credenciamento na Caixa. E ainda existem lotéricas que funcionam com esse tipo de permissão.

A regularização das licitações colocará as lotéricas para funcionar com o mesmo regime jurídico.

Além disso, as licitações trazem a expectativa de melhora no atendimento ao cliente segundo a Caixa (Grande parte dos lotéricos atuais discordam desta visão).  Pois, toda lotérica ficará com o espaço de seu ambiente patronizado.

José Henrique da Cruz – presidente de varejo e atendimento da Caixa –  relatou que haverá 12 editais, sendo o primeiro disponibilizado no dia 2 de outubro.

A expectativa é que nos próximos 3 anos sejam feitas as licitações de 2 mil lotéricas, em lotes de 500 unidades.

A licitação das lotéricas acontecerá por pregão eletrônico. E o lotérico já poderá ter o seu contrato assinado no próximo ano. E até mesmo quem já é dono de uma lotérica poderá participar do pregão eletrônico, o vencedor será aquele que fizer o maior lance.

E como ficam os lotéricos não licitados?

Os donos de lotéricas não licitadas precisam procurar maximizar os seus rendimentos atuais. Fazer com que as vendas aumentem é uma das maneiras de conseguir participar do pregão que vai acontecer para as licitações. Já que as licitações serão dadas para quem fizer o maior lance.

Por isso, se você é um lotérico não licitado vale à pena investir mais ainda na divulgação dos jogos acumulados e incentivar de alguma forma a utilização da sua casa lotérica pelos clientes.

Os funcionários também terão que participar desse momento. Então, vale à pena explicar para as operadoras de Caixa que o objetivo agora é maximizar as vendas. Orientar que elas ofereçam produtos e serviços aos clientes, trate com cordialidade durante os atendimentos e tome o maior cuidado possível para não cometer erros de registros de dados – ao registrar o fluxo de caixa.

A lotérica é um estabelecimento lucrativo. Com certeza o medo de perde-la pode deixar muitos lotéricos preocupados. Mas, se você é um lotérico não licitado não declare derrota antes da guerra terminar. Invista no seu empreendimento e se prepare para as licitações que acontecerão.

Como você pode ver no início deste artigo, as licitações acontecerão durante os próximos 3 anos. Então, há tempo de você correr atrás do prejuízo. E até mesmo de conseguir condições para participar dos pregões das licitações.

Fonte: www.sinloba.org.br

Leia mais

SINCOEMG consulta o advogado Dr. Marco Vinício Martins de Sá

3O presidente do SINCOEMG, Paulo César, consultou o advogado Dr. Marco Vinício Martins de Sá sobre o que fazer sobre a questão os lotéricos de Minas Gerais que estiverem no grupo de lotéricos não licitados pela Caixa Econômica Federal.

A resposta do Dr. Marco Vinício foi:  Como advogado do SINCOEMG estou pensando em fazer, pelos lotéricos de MG que sejam afetados: cada um que for “sorteado” deverá ingressar em juízo, visando suspender os procedimentos.

Há muitos argumentos a serem adotados, mas há 02 principalmente que me parecem muito bons:

1º.) o lotérico tem um contrato com a CAIXA que lhe permite atuar até 2018. Esse contrato tem que ser respeitado, ou no mínimo o lotérico tem que ser indenizado.

2º) A decisão do TCU não altera essa realidade, mesmo porque os lotéricos (individualmente) não foram ouvidos naquele processo.

Mas esse argumento (muito bem trabalhado no 1º. parecer do Prof. Ives Gandra, contratado pelo SINCOEMG, em anexo) não resolve totalmente o problema, porque apenas nos daria “sobrevida” até 2018.

Teríamos que defender, também, que a Lei n. 12.869/2013 permite a renovação dos contratos em curso, por mais 20 anos, na forma do parágrafo único, do art. 3º. :

Art. 3o  Os editais de licitação e os contratos firmados pela outorgante com os permissionários referidos no caput do art. 1o observarão, obrigatoriamente, as seguintes diretrizes operacionais e critérios de remuneração:

……………………………………………………………………………………………

VI – os contratos de permissão serão firmados pelo prazo de 20 (vinte) anos, com renovação automática por idêntico período, ressalvadas a rescisão ou a declaração de caducidade fundada em comprovado descumprimento das cláusulas contratuais, ou a extinção, nas situações previstas em lei.

Parágrafo único.  Em caso de permissão de serviços lotéricos, o prazo de renovação referido no inciso VI deste artigo contar-se-á a partir do término do prazo de permissão, independentemente do termo inicial desta. 

Temos também pareceres, inclusive do Prof. Ives Gandra, nesse sentido (v. anexo).

A CAIXA poderia ter tentado um tipo de solução semelhante às franquias dos Correios, para quem foi dado um “crédito” para os atuais permissionários/concessionários.

Assim, haveria licitação, atenderia-se ao TCU, e não haveria prejuízo para os atuais lotéricos.

Caros amigos, sei que a situação é muito complicada e está tirando nossa paz, mas peço calma, vamos brigar até o último minuto. A FEBRALOT convocou todos os sindicatos estaduais para participarem da assembleia na próxima quarta-feira (05/08/15), onde estarei presente, e vamos decidir se a FEBRALOT irá ajuizar uma ação em nome de toda a categoria ou se cada sindicato estadual irá entrar com a ação separadamente.

Fiquem tranquilos, qualquer novidade o SINCOEMG irá divulgar de imediato.

Abraços,

Paulo César da Silva

Presidente do SINCOEMG

Baixe o parecer jurídico – Ives Gandra, e Regime Jurídico.

Fonte: www.dourasoft.com.br

Leia mais

Novo golpe por telefone aplicado em lotéricas – saiba como se proteger

post-01As casas lotéricas, antes apenas vítimas de golpes relacionados à assaltos no estabelecimento comercial, estão sendo vítimas de todos os tipos de golpes. Por ser um estabelecimento que movimenta muito dinheiro, é preciso estar atento a possíveis golpes e fraudes que andam ocorrendo com frequência cada vez maior.

Atualmente, existem pessoas mal-intencionadas que aplicam golpes pela internet e até mesmo pelo telefone. Esses novos estilos de crimes vêm fazendo lotéricos perderem muito dinheiro.

Casos de golpe em lotéricas

Um golpe recentemente aplicado em casas lotéricas envolve uma ligação de uma suposta funcionária da Caixa Econômica Federal. Após fazer algumas perguntas sobre o sistema, a mulher ao telefone solicita um depósito e fala sobre uma senha que deve ser dita apenas ao proprietário.

Depois que todas as informações são fornecidas a golpista desliga o telefone.

Confira um áudio sobre um golpe que estava prestes a acontecer!  A dona da lotérica recebeu uma ligação de uma golpista dizendo-se ser da Caixa Econômica Federal. Ela estava tentando aplicar o golpe, mas dessa vez não conseguiu. Ouça:

O áudio foi enviado pelo Sr João Miguel Turcatto, alertando sobre golpes recorrentes em que lotéricos são lesados.

E esse não é nem de longe o primeiro caso de golpe em lotérica. Em Ponta Porã/MS, recentemente aconteceu um episódio ainda pior.

Semelhantemente ao citado acima, a funcionária da lotérica recebe uma ligação de um golpista que solicita um depósito para manutenção do sistema. Acontece que nesse caso a funcionária efetuou o depósito depois de fornecer as informações e a lotérica perdeu 7 mil reais.

A grande discussão sobre a segurança das lotéricas envolve o pouco dinheiro que os lotéricos recebem para investir em segurança.

Como proteger minha lotérica de golpes?

Primeiramente é necessário conhecer as principais características de golpes para conseguir se proteger deles.

Com a tecnologia, fica cada vez mais difícil saber se uma ligação ou uma chamada por e-mail é verídica ou falsa. Mas, existem algumas características comuns nos golpes. Veja:

  • Apelo à autoridade: para parecer verídicos, os golpes sempre virão com informações supostamente provenientes da Caixa Econômica. Já que é a responsável pelas lotéricas
  • Execução de software: muitas vezes, os golpistas solicitam a execução de um software ou aplicativo para conseguir ter acessos restritas no seu computador. Tenha muito cuidado ao executar qualquer coisa no seu local de trabalho.
  • Endereços temporários: os sites e páginas para aplicar golpes são geralmente registradas com endereços temporários. E com domínios que lembrem a Caixa Econômica Federal para dar impressão de credibilidade.
  • Solicitação de dados pessoais: em golpes, seja por telefone, internet ou outro meio, é comum a solicitação de dados pessoais como: contas, senhas e etc. Esses dados sensíveis não devem ser transmitidos se você não tiver real certeza de que trata-se de uma ligação verdadeira.

Como se proteger?

  • Orientar as operadoras de caixa: é preciso orientar as operadoras de caixa a não passarem informações de nenhum tipo sobre funcionamento das casas lotéricas, a rotina de trabalho, o fluxo de caixa e principalmente para não passarem dados importantes por telefone ou por e-mail. 
  • Acompanhe sua situação bancária: é importante estar sempre atualizado sobre a situação das suas contas 003 e 043. Isso irá facilitar a sua vida quando algum golpista telefonar dizendo que há alguma coisa de errado com suas contas. Já que você saberá exatamente a situação que elas se encontram.
  • Use software confiáveis: se você optar por utilizar softwares de gerenciamento – o que é extremamente indicado – use aqueles que realmente são seguros. O software deve ser capaz de auxiliar a executar o tópico anterior, já que possui integração com contas bancárias.
  • Entre em contato com a CEF: em caso de golpes ligue para a ouvidora da Caixa pelo número 0800 725 7474. O número pode ser encontrado no site oficial da Caixa Econômica Federal: http://www.caixa.gov.br/seguranca/antigolpes

Fonte: SINLOPAR

Leia mais